Uma manhã nublada de inverno, um dia comum nos invernos aqui do Sul, prontos para sairmos de casa e começa uma leve chuvinha: “tudo bem, vai passar” (sempre com nosso pensamento otimista). Mas mal imaginávamos que ia ser uma chuva daquelas, de alagar as ruas de Porto Alegre.

Chegamos no condomínio, uma casa estilo de campo rústica, linda, decoração por todos os lados, um “anfitrião peludão” nos espelhando de língua de fora e com o rabo abanando louco por um afago. Pisamos dentro de casa e São Pedro despejou toda a cota de chuva que ele tinha para o ano! Gente, era muita chuva em meio a correria, tensão e alagamento. Mas tinha alguém em meio aquilo tudo que estava na maior tranquilidade e aquele sorrisão pronto para um abraço, esse é o Pedro e sua habilidade de fazer todos soltarem aquele sorriso quando olham para ele.

Que gurizinho lindo, curtam toda essa fofura dele!!!

Leave a Reply